Textos inéditos revelam o espanto e a dor de brasileiros diante de um cenário inesperado e assustador

Ninguém que tenha noção da importância da vida dos outros pode permanecer alheio ao que ocorre em nosso país, testemunhas que somos da grave iniquidade daqueles que ocupam os lugares de decisão do Estado diante dos desafios que a pandemia trouxe aos brasileiros.

A Universidade de Brasília, assim como outras instituições brasileiras, assumiu um papel fundamental neste cenário de perplexidades, demonstrando uma visão acurada de nosso momento histórico, enfrentando as inúmeras demandas que esse processo requereu. De fato, logo  no início da pandemia, a UnB, no sentido de proteger a comunidade acadêmica, suspendeu as atividades presenciais e criou o Comitê Gestor do Plano de Contingência da Covid-19 para realizar ações, orientações acerca de ocorrências relacionadas à Covid-19 na UnB, em consonância com as diretrizes da Organização Mundial de Saúde, buscando contribuir para a redução dos efeitos nefastos dessa doença na população do Distrito Federal e do Brasil.

Diante dessa realidade inescapável e à luz de uma reflexão sobre a pandemia, seu impacto e os sentidos metafóricos a ela atribuídos em uma explosão de narrativas pelas redes sociais e veículos da imprensa, a revista Humanidades,em compromisso com a memória de tempos históricos, publica esta edição especial dando vazão à percepção dos sentidos diante da nossa dor e da dor dos outros.

Foram muitos textos recebidos, pelos quais agradecemos a todos que se dispuseram a escrever. Narrativas, versos, artigos acadêmicos, ensaios, contos, crônicas, relatos testemunhais: recebemos mais de cem colaborações dessas diversas tipologias textuais. Infelizmente, seria impossível publicar todas as contribuições. Porém, temos a certeza de que os textos aqui publicados representam muitas narrativas sobre a vivência e experiência em um tempo inteiramente novo e fora do contexto de muitos brasileiros.

A revista está disponível no site da Editora UnB, acesso livre: https://www.editora.unb.br/Acessolivre.php

Segue a relação dos textos publicados:

ARTIGOS E ENSAIOS

Pesquisa Social UnB: saúde e condições de trabalho remoto em meio à pandemia da Covid-19 – Lucio Rennó, Michelle Fernandez, Ana Maria Nogales, Janaina Penalva, Ronaldo Pillati e Jhames Sampaio

Uma pandemia neoliberal – Alfredo Saad Filho

Manifesto agrestino pernambucano: “Temos o direito de viver!” –Ingrid Silva de Melo e Diogivânia Maria da Silva

Se essa rua (ainda) fosse minha…: reflexões sobre o brincar em tempos de pandemia –Rebeca Azambuja, Ana Luiza Batista e Gabriela Mietto

Do abraço ao toque digital: mídias e pandemia – Vanessa Moraes

Pandemia, autorrelação e a crise da gestão dos alimentos – Mariana Paolozzi

Lições da pandemia para o mundo do trabalho – Gabriela Neves, Lucilia de Almeida Neves Delgado e Mauricio Godinho Delgado

Arte e promoção de saúde em tempos de COVID-19 – Flávia Mazitelli de Oliveira, Daniela da Silva Rodrigues e Josenaide Engracia dos Santos

A vida como valor absoluto – Uribam Xavier

Reflexões sobre o futuro e o direito pós-pandemia – José Geraldo de Sousa Junior

Antropoceno: a importância da implantação da cultura da inovação no contexto social contemporâneo – Rodolfo Augusto Melo Ward de Oliveira

Do pessimismo ao neorrealismo: uma passagem em meio ao assédio pandêmico –Rafael Reginato Moura

Humanidade e pertencimento: lições em tempos de pandemia – Maria Ivoneide de Lima Brito, Margô Gomes de Oliveira Karnikowski e Zaíra Nascimento de Oliveira

Solidariedade em tempos de Covid-19 – Wladimir Porreca

Pandemia: o que tememos e o que seremos – Marcos Cesar Danhoni Neves

Adaptação e o impacto socioeconômico no combate à Covid-1 – Marcos Mourão Santa Brígida, Tiago Duarte da Silva, Vitória Carolina Farias de Oliveira, Raquel Soares Casaes

As torturas do silêncio – Elen Geraldes, Georgete Medleg e Kênia Figueiredo

De pandemia em pandemia: antipolíticas do luto – Sávio Barros

A cultura popular embala os pequenos brincantes do Ensino Infantil – Leandro Costa da Fonsêca e Isabel Haialy Pereira da Silva

O ambiente da pandemia – José Domingues de Godoi Filho

CONTOS E CRÔNICAS

Resumo da ópera: pandemia e pandemônio – Jorge Antunes

A Bolha – Matheus Zucato Robert

Que país é esse? Colonizado e periférico ou protagonista? Isaac Roitman

Diário da peste – Fernando Fiorese

2020: o ano da reconstrução – Neila Conceição Cunha-Nardy

Tempo invisível – Rodrigo Cristalino Bezerra da Silva

A súbita intimidade com os aplicativos, ou a adolescência das máquinas – Hilan Bensusan

Que fim levou a New Age? – Angélica Torres

POESIA

Solene momento pela alma dos mortos – Josafá de Orós

Guerra e paz – Elieni Caputo

Pericentral – Francisley da Silva

O ovo da serpente – Osvaldo Duarte

Plinto – Joba Tridente